Skip to content

Você sabe o que é cloud computing? Fique por dentro!

17/11/20145 minutos de leitura
cloud-computing-task
Cloud computing

A computação em nuvem – ou cloud computing – começou a ganhar a atenção do mercado no final dos anos 2000, como um possível novo formato para armazenamento de dados e para o funcionamento de softwares. Neste sistema, arquivos e programas deixam de estar presentes em uma máquina local, sendo disponibilizados para os usuários de forma online em servidores remotos. Com o progressivo aumento de banda e disponibilidade do acesso à internet, acompanhado de reduções de custo, a computação em nuvem deixou de ser vista como uma possibilidade distante, passando a ser considerada o modelo ideal para os próximos anos e uma prioridade para as principais empresas de TI em todo o mundo.

 

Você já está por dentro do assunto? Neste artigo demonstraremos tudo o que a computação em nuvem tem a oferecer.

 

Como funciona o cloud computing

Estamos, ainda hoje, muito mais acostumados ao modelo “pré-cloud”, conhecido como on premise, em que todos os arquivos e aplicações do usuário ficam armazenados e funcionam no disco rígido da máquina local. Mesmo com alguns serviços já bastante populares funcionando no modelo de cloud (como o Google Apps), o formato antigo ainda domina o mercado, especialmente para pessoas físicas que, ao contrário de empresas, não possuem servidores para armazenar e disponibilizar aplicações e arquivos.

 

A principal vantagem do antigo modelo está no fato de não ser necessário acesso à internet para a utilização de aplicações e arquivos, ou seja, o acesso é garantido em modo offline. Por outro lado, os arquivos ficam restritos à máquina do usuário, ou na melhor das hipóteses compartilhados em uma rede local.

 

O cloud computing, por sua vez, mantém aplicações e arquivos online – ou seja, na nuvem – onde são acessados por cada um dos usuários por meio de conexão à internet na medida da necessidade. Desta forma, não são necessários gastos com licenças individuais de software em cada máquina. O usuário também fica livre de custos e tarefas relacionadas a armazenamento, manutenção, atualização, backup, escalonamento – basta estar online e acessar seus arquivos e ferramentas.

 

Saiba também: 4 motivos para implantar um servidor virtual ou cloud computing na sua empresa.

 

Vantagens do cloud computing

Cloud computing
Cloud computing

Além das vantagens mais objetivas, citadas acima, a computação em nuvem é considerada como a tendência que dominará o mercado em poucos anos devido a fatores como:

 

  • As aplicações normalmente funcionam em qualquer sistema operacional;
  • Está alinhada com os conceitos da web 2.0, facilitando o compartilhamento de arquivos e colaboração entre os usuários online;
  • Alta disponibilidade, com fornecedores qualificados, pois através de uma rede de servidores que normalmente é utilizada, o serviço não cai quando um deles deixa de funcionar;
  • Maior controle de gastos, pois normalmente as soluções são oferecidas em pacotes que podem ser escolhidos de acordo com a necessidade de cada usuário – ao contrário do modelo tradicional de software, em que existe apenas um formato de licença “full”, com custos mais elevados;
  • O processamento das aplicações na nuvem demanda menores gastos com o hardware local do usuário.

 

Nuvens privadas

As nuvens privadas (private clouds) são uma alternativa voltada ao setor corporativo, em que toda a infraestrutura dos serviços é mantida pelas próprias empresas, considerando itens como cultura corporativa, políticas, objetivos e quaisquer outros aspectos que não possam ser contemplados em um serviço público de cloud computing.

 

Segurança e privacidade estão entre os principais motivos pelos quais algumas companhias optam pelas nuvens privadas. Desta forma, não precisam se submeter a cláusulas contratuais padrão que não estejam de acordo com suas políticas e também têm todo o controle de segurança do ambiente. Não significa que as nuvens públicas não sejam seguras, mas algumas empresas podem possuir dados tão críticos e sigilosos que justifiquem os investimentos necessários para manter sua segurança sob rígido controle interno.

 

Os interessados, porém, devem contar em seus quadros com profissionais capacitados para se encarregar do processo de implementação e também da manutenção dos serviços. Os custos iniciais podem ser elevados, mas o resultado a médio prazo tende a ser compensador. Cada caso deve ser avaliado por profissionais especializados na área.

 

Curiosidade: por que se chama a internet de ‘nuvem’ ou ‘cloud? Porque na prática, não importa onde estão localizados geograficamente os servidores: tudo está em uma grande nuvem, onde o que importa é estarem disponíveis o tempo todo aos usuários.

 

Como você pode notar, a computação em nuvem atende tanto a usuários individuais como a empresas de todos os portes, em formatos padrão ou customizados. Conheça o “monte seu plano” do Servidor Virtual da Task. Acesse: http://www.task.com.br/servidor-virtual

 

A Task tem por objetivo prover soluções em internet e comércio eletrônico que otimizem processos e gerem resultados para pessoas e organizações.

São mais de 20 anos de experiência em hospedagem de sites, serviços de e-mail, servidor virtual, servidor dedicado, loja virtual e muito mais.

Saiba mais em www.task.com.br

Nenhum comentário

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também...
Back To Top