Skip to content
Ilustração de uma pessoa separando caixas e controlando, em uma prancheta, as informações.

O que é SKU? Entenda e aprenda a usá-lo no e-commerce

04/07/20246 minutos de leitura

O que é SKU é uma pergunta que surge frequentemente no universo do e-commerce. Mas o que ela significa e por que é tão importante?

Vamos mergulhar fundo neste conceito, explorar suas utilidades, benefícios e aprender a aplicá-lo efetivamente em nossa loja virtual.

O que é SKU?

A sigla SKU significa  “Stock Keeping Unit”, que em português significa Unidade de Manutenção de Estoque.

O SKU nada mais é que um código exclusivo atribuído a cada produto em um estoque, permitindo sua identificação precisa.

Ao criar um SKU, nós garantimos que cada item, mesmo com mínimas variações, tenha um identificador único.

Para que são usados?

Os SKUs são utilizados para uma gestão eficiente do estoque. Isso quer dizer que cada variação de produto – seja cor, tamanho ou modelo – terá um SKU diferente.

Dessa forma, conseguimos rastrear a quantidade disponível, localização, e outros detalhes importantes sobre cada item.

Benefícios em utilizar SKU no e-commerce

Implementar SKUs na sua loja vai te oferecer uma série de benefícios, que contribuem significativamente para a eficiência operacional. Vamos detalhar cada um deles:

Organização

Utilizar SKUs permite uma organização estruturada do estoque. Com você identificando cada produto por um código exclusivo, fica mais fácil classificar, localizar e gerenciar toda sua mercadoria.

Isso evita erros e confusões que podem surgir em um sistema de gestão menos estruturado.

Controle de estoque

Os SKUs são fundamentais para monitorar a quantidade de cada item em estoque. 

Com ele, você evita problemas como a falta ou o excesso de produtos. Isso vai facilitar a reposição e garantir que sempre tenhamos os produtos necessários disponíveis para venda.

Agilidade para localizar produtos

Quando cada produto tem um SKU, encontrar um item específico se torna uma tarefa rápida e simples.

Em vez de procurar visualmente, basta consultar o SKU no sistema para localizar o produto, o que economiza tempo e melhora a eficiência no seu negócio.

Comunicação facilitada

Os SKUs padronizam a comunicação interna sobre produtos.

Toda a equipe pode referir-se aos produtos pelo seu SKU, evitando mal-entendidos e garantindo que todos estão falando a mesma coisa.

Eficiência na produtividade

 Com um sistema de SKUs bem implementado, a gestão do estoque se torna mais eficiente, liberando tempo e recursos para outras atividades.

Isso resulta em uma operação mais produtiva e fluida, com menos interrupções e problemas.

Como criar um SKU

Criar um SKU eficaz envolve seguir algumas diretrizes importantes. Vamos explorar passo a passo:

Crie um código curto

Um SKU deve ser fácil de ler e memorizar. Evite códigos longos e complexos. Por exemplo, em vez de usar “Camiseta Vermelha Gola V Tamanho M”, opte por “CAMVMGVM”.

Lembrando que cada variação do produto precisa de um código, então, para esse mesmo modelo tamanho P, crie um novo SKU: “CAMVMGVP”.

Precisa conter somente informações essenciais

Ao criar o seu SKU, inclua apenas os dados mais importantes sobre o produto.

Mas por que isso é importante? Isso simplifica o código e evita confusões. Ou seja, informações desnecessárias podem complicar a identificação do produto.

Use letras e números

Combinar letras e números torna o SKU mais único e compreensível. Por exemplo, “CAAZ34” pode ser usado para uma calça azul tamanho 34.

As letras ajudam a identificar a categoria do produto, enquanto os números especificam suas variações.

Um código para cada produto

Cada variação de produto deve ter seu próprio SKU. Por exemplo, uma camiseta vermelha tamanho M e uma camiseta vermelha tamanho G precisam de SKUs diferentes.

Isso permite um rastreamento preciso de cada item.

Então, o mesmo exemplo do item 1, mas em outro tamanho, teria um SKU diferente. Ou seja, “Camiseta Vermelha Gola V Tamanho P”, ficaria “CAMVMGVP”.

Dicas importantes para criar um SKU

Para criar SKUs eficientes, siga estas dicas práticas:

  • Mantenha um padrão: defina um padrão claro para a criação de SKUs e siga-o rigorosamente. Isso facilita a identificação e memorização dos códigos.
  • Evite caracteres especiais: Caracteres como “/”, “#”, ou “&” podem causar problemas em sistemas de gestão e devem ser evitados.
  • Use letras maiúsculas: Letras maiúsculas são mais legíveis e evitam confusões com números. Por exemplo, a letra “O” não será confundida com o número “0”.

Exemplos de SKUs:

  • “CAMVMFOGVM” (Camiseta Vermelha Forum Gola V Tamanho M);
  • “TENPRADFE36” (Tênis Preto Adidas Femino Tamanho 36);
  • “CAJECKMASKAZ40” (Calça Jeans Calvin Klein Masculina Skinny Azul Tamanho 40).

O SKU é o mesmo que o código de barras?

Não, SKU não é o mesmo que código de barras.

O SKU é um código interno, criado pela empresa, para gerenciar o estoque de maneira eficaz.

Já o código de barras, geralmente um EAN, é um padrão internacional utilizado para identificar produtos de forma única no mercado global.

O que é EAN?

A sigla EAN significa “European Article Number” em português “Número do artigo europeu”. 

É um código de barras padrão utilizado mundialmente para identificar produtos. Ou seja, cada produto tem um EAN único, facilitando sua rastreabilidade e controle em qualquer parte do mundo.

Diferença entre SKU e EAN?

A principal diferença entre SKU e EAN é que o SKU é um código interno personalizado, utilizado pela empresa para a gestão do estoque.

Em contrapartida, o EAN é um código universal, utilizado globalmente para identificar produtos.

Enquanto o SKU varia de empresa para empresa, o EAN é padronizado e reconhecido internacionalmente.

Qual a lógica de composição do EAN?

O EAN é composto por 13 dígitos (EAN-13), com a seguinte estrutura típica:

  • País: Os primeiros 3 dígitos identificam o país de origem do produto.
  • Empresa: Os próximos 4 a 5 dígitos identificam a empresa responsável pelo produto.
  • Produto: Os seguintes 5 dígitos identificam o produto específico.
  • Dígito Verificador: O último dígito é um verificador, usado para garantir que o código foi lido corretamente.

 

Entender e utilizar SKUs no e-commerce é essencial para uma gestão eficiente do estoque. Isso traz organização, controle, agilidade e eficiência, além de facilitar a comunicação interna.

Agora que você já sabe como criar e usar os SKUs, você está pronto para otimizar o seu  e-commerce e garantir uma operação mais fluida e eficiente.

Assim, aplicando esses conhecimentos, você consegue manter o estoque organizado, evitar problemas de comunicação e aumentar a produtividade do seu negócio.

Portanto, mãos à obra! Criar os seus SKUs e revolucione a gestão da sua loja virtual.

 

Geraldo Lucciani é jornalista, especialista em Marketing Digital e Gestor Cultural. Apaixonado por tecnologia e internet, escreve conteúdos para sites, blogs e redes sociais desde 2016. Atua também na cena cultural da capital mineira produzindo espetáculos e trazendo nomes do humor para a cidade. Nas horas vagas, ama ler, assistir filmes, séries e, claro, peças de teatro.

Nenhum comentário

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top